Cinco cidades ecologicamente corretas

Autor: 
Maria Colenso

Embora seja discutível que a Cidade de Esmeraldas de Oz atenda aos critérios para ser considerada uma impressionante cidade "verde", muitas cidades reais do planeta merecem essa classificação nas listas compiladas anualmente por especialistas.

As cidades-modelo são classificadas por uma combinação de critérios. Eles incluem planejamento urbano e estatísticas ambientais. Abarcam fontes de energia, índices de consumo e emissões, bem como opções de transporte.  A maioria das listas também computa áreas verdes e outros itens ecológicos (a disponibilidade de parques públicos, os empregos ecológicos e os edifícios sustentáveis) bem como perspectivas ecológicas, como a reciclagem.

Em uma área urbana, ser ecológico é um desafio único. As cidades apresentam grande volume de pessoas, muito tráfego, lixo e poluição atmosférica. Cerca de 75% da energia mundial é consumida nas cidades [fonte: ThomasNet Industrial Newsroom - em inglês]. As  cidades ecológicas buscam encontrar um equilíbrio entre a administração de suas necessidades atuais e o não comprometimento do futuro da cidade (e do meio ambiente).

Nos anos 90, países industrializados de todo o mundo se uniram para combater o aquecimento global e às alterações climáticas. Juntos eles redigiram e aprovaram o Protocolo de Kyoto. O acordo tem por objetivo reduzir os efeitos das alterações climáticas pelo controle das emissões de seis gases conhecidos como causadores do efeito-estufa: dióxido de carbono, metano, óxido nitroso, hidrofluorcarbonos, perfluorcarbonos e hexafluoreto de enxofre. 

Os países que aderiram ao pacto desde sua adoção, em 1997, assumiram a obrigação legal de adotar a meta de reduzir suas emissões de gases causadores do efeito-estufa em 5%, ante os níveis reportados em 1990, até 2008-2012 [fonte: BBC - em inglês]. Alguns dos métodos usados para atingir essa meta de redução de emissões incluem a adoção de fontes renováveis de energia como a solar e a energia  eólica, práticas agrícolas sustentáveis e a promoção da eficiência energética.

Neste artigo, estudaremos cinco cidades ecologicamente responsáveis, de todo o mundo, que impressionam não apenas em função de suas práticas ecológicas, mas também em suas inovações e liderança na defesa do meio ambiente.