Sistemas de esgoto urbano

Autor: 
Marshall Brain

Em áreas urbanas e suburbanas em que há grande concentração de pessoas, há muito mais dejeto a ser tratado, então a comunidade constrói um sistema de esgoto que coleta a água e a leva para uma estação de tratamento de esgoto.


Foto cedida Falke Bruinsma
Estação de tratamento de água em Libertyville, IL

É preferível que um sistema de esgoto seja completamente movido à gravidade, como um sistema séptico. Os tubos de cada casa ou edifício seguem para um tubo principal de esgoto que percorre, por exemplo, o meio da rua. O tubo principal pode ter de 1 a 1,5m de diâmetro. Periodicamente, um tubo vertical subirá do tubo principal à superfície, formando um posto de visita, coberto por uma tampa de bueiro. Os poços de visita permitem o acesso ao tubo principal para manutenção.

Os tubos de esgoto seguem para tubos que aumentam gradualmente até chegarem à estação de tratamento de esgoto. Para ajudar a gravidade a fazer seu trabalho, a estação de tratamento de esgoto geralmente fica localizada em uma área mais baixa, e os tubos principais percorrem o leito e fundo do rio (que seguem naturalmente em declive) à estação.

Normalmente, a camada do solo não ajudará muito e a gravidade não poderá fazer todo o trabalho sozinha. Nesses casos, o sistema de esgoto incluirá uma bomba de trituração ou uma estação de elevação para levar a água de esgoto a um morro.


Foto cedida Falke Bruinsma
Bombas de parafuso

Uma vez que a água chega à estação de tratamento de esgoto, ela passa por um, dois ou três estágios de tratamento (dependendo da sofisticação da estação).

  • O primeiro estágio, conhecido como tratamento primário, faz o mesmo que uma fossa séptica: permite que os sólidos sejam separados da água e a espuma suba; o sistema coleta os sólidos a serem descartados (em um depósito de lixo ou em um incinerador).

    O tratamento primário é bastante simples - envolve uma tela seguida por um conjunto de reservatórios ou tanques que deixam a água em repouso, de modo que os sólidos sejam separados.


    Foto cedida Falke Bruinsma
    Tela primária


    Foto cedida Falke Bruinsma
    Clarificadores primários

    O tratamento primário pode remover metade dos sólidos, materiais orgânicos e bactérias da água. Se na estação só houver o tratamento primário, a água será clorada para matar as bactérias remanescentes e escoada.

  • O segundo estágio, conhecido como tratamento secundário, remove materiais orgânicos e nutrientes. Isso é feito com a ajuda de bactérias - a água vai para grandes tanques de aeração, onde as bactérias consomem tudo que podem.

    Foto cedida Falke Bruinsma
    Tanque de aeração

    Os dejetos, então, vão para tanques de sedimentação, onde as bactérias são depositadas. O tratamento secundário pode remover 90% de todos os sólidos e materiais orgânicos dos dejetos.



    Fotos cedidas Falke Bruinsma
    Clarificador secundário
  • O terceiro estágio, conhecido como tratamento terciário, varia dependendo da comunidade e da composição dos dejetos. Tipicamente, o terceiro estágio utilizará produtos químicos para remover o fósforo e o nitrogênio da água, mas também pode incluir tanques de filtração e outros tipos de tratamento. O cloro, acrescentado à água, mata quaisquer bactérias remanescentes, e a água é escoada.

    Foto cedida Falke Bruinsma
    Clarificador final


    Foto cedida Falke Bruinsma
    Tanque de cloração